Home Destaque Campanha de popularização do Teatro e Dança começa amanhã em BH!

Campanha de popularização do Teatro e Dança começa amanhã em BH!

3 min read
1
0
Foto: Divulgação página do Facebook

Belo Horizonte é a cidade dos bares, do melhor carnaval de MG, das praças e parques e tem apresentado um corredor cultural com atrações únicas. Começa amanhã (05) e se estende até março a 44ª edição da Campanha de Popularização do teatro e da Dança na Capital.

Serão cerca de 132 atrações, sendo 54 inéditas. São vários espetáculos, peças teatrais e musicais voltadas para o público adulto e infantil a preços populares. Uma das novidades é que essa é a primeira vez que o stand up comedy é incluído na programação.

A cada ano a campanha busca levar mais de 300 mil cidadãos ao teatro e com preços populares. Atualmente, a campanha cresceu tanto, que se tornou a maior do gênero das artes cênicas do País.

Aplicativo

Se você não tem tempo de ir comprar o seu ingresso presencialmente o Vá ao teatro vai até você! Baixe o aplicativo da Campanha e tenha acesso a informações, programação e venda de ingressos online.

Os valores variam entre R$ 5 e R$ 15 reais e os ingressos podem ser adquiridos também pelo site clicando aqui.

Informações:

44ª Campanha de popularização do teatro em Belo Horizonte

Data: de 05 de janeiro a 04 de março de 2018

Para conferir as peças, locais e ingressos clique aqui;

Campanha de popularização do Teatro e Dança começa amanhã em BH!
Qual sua nota para o artigo?
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais Destaque

Um comentário

  1. Ricardo da Mata

    14 de janeiro de 2018 at 11:00

    Nós precisamos de uma CAMPANHA DE ELITIZAÇÃO DO TEATRO em BH, pois isso que se faz aqui não é teatro, não educa o público, não lhe traz uma experiencia profunda, só umas poucas risadas que as pessoas já dão vendo TV.

    Teatro de verdade são as tragédias gregas, Ibsen, Schiller, Racine, etc., aí sim o público teria uma experiência estética, voltaria para casa com uma visão mais profunda do homem e da vida.

    “Ah, mas quem montaria isso? Não temos atores e diretores com nível suficiente para esta tarefa.” Pois é, temos de criar companhias para elas criarem um público, mas quem está lá em cima decidindo não tem cultura, só vê TV, daí o ciclo vicioso…

    Ricardo Ninguém da Mata

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *